01/06/2010

Depressão pré-parto

Nossa, tá tudo muito parado por aqui. Confesso que estou sem inspiração nenhuma pra escrever.
Todos dizem que o segundo trimestre de gravidez é a melhor fase. Após passar todo aquele perrengue dos 3 primeiros meses, o quarto traz o alívio e a sensação de que tudo está bem, a barriga crescendo, você se sentindo mais grávida e tals... balela. Pelo menos pra mim.

Graças a Deus tive um 1º trimestre ótimo. Não enjoei muito, não chamei o "hugo" nenhuma veizinha, só engordei mais do que devia... rs. Nos dias em que estava de ressaca, mesmo há um tempão sem beber, essa era a sensação, que havia tomado um porre daqueles no dia anterior, eu me obrigava a comer de 2 em 2 horas em média pra tirar aquele gosto de "cabo de guarda chuva de alúminio" da boca. Resultado = 4kg se juntaram à minha silhueta.

Outro alívio é quando se completam as 13 semanas e após o morfológico você tem a certeza que está tudo bem com o seu bebê. Findou-se então o período das "trevas". Mentira!

No meu caso o 4º mes trouxe consigo a "depressão pré-parto". Não sei se isso existe, nem me dei ao luxo de procurar... Só sei que sentia, muitas vezes, uma tristeza dentro de mim e não sabia ao certo o por quê. Ao longo dos dias mais negros, várias perguntas pairavam a minha mente. Me perguntava se havia tomado a decisão certa, se iria ser capaz de amar esse serzinho tão desconhecido ainda, se a minha vida não se transformaria em uma chatisse, se resumindo a dar de mamar, trocar e colocar p/ dormir, e o pior, me culpava por estar pensando em tudo isso, por não estar curtindo a gravidez, e por estar passando p/ meu filho (a) todo esse estresse que ele (a) não merece sentir.
Pior que sei a resposta p/ todas essas angústias, mas tinha dias que elas insistiam em me atormentar. 

Sim! Sei que tomamos a decisão certa de termos esse filho agora, foi o momento que mais desejávamos, estamos bem financeiramente e emocionalmente (pelo menos eu acho, rs), e o desejo de sermos pais era cada dia maior, foram 2 meses de treinamentos intensivos e nas nossas férias nosso milagre se concretizou. Obrigada meu Deus!
Sim! Sei que amarei esse serzinho com toda a força da minha alma, e que ele será a pessoa mais importante da minha vida.
Não! Minha vida não será uma chatisse. Aliás, minha vida nunca será a mesma, e toda vez que eu acordar no meio da noite, bêbada de sono, pra dar de mamar ou trocar aquela fralda melequenta, sei que ao ver aquele rostinho (que eu ainda não consigo visualizar), aquele sorriso lindo, sentir o seu amor por mim, esses serão os melhores momentos da minha vida. E isso não tem preço.

Mas ainda me culpo por ter sentido tudo isso. Já conversei com algumas pessoas que dizem que esse tipo de dúvida é normal, mas sei lá, preferia que essas coisas nunca tivessem passado pela minha cabeça.

Agora me sinto melhor. Próximo de encerrar o 4º mês (amanhã  completo 18 semanas) sinto que o 5º mês me trará as verdadeiras alegrias desse estado gravídico.

Aguardemos!

8 comentários:

  1. Ana querida...
    Logo logo esses sentimentos vão dar espaço pra coisa mais maravilhosa do mundo...
    Ser mãe é melhor do que qualquer outra coisa no mundo...
    Bjinhos
    Ju

    ResponderExcluir
  2. Querida! Cada caso é um caso! Até a mesma mulher em gravidezes diferentes, passa de forma completamente diferente de filho para filho. Desde os meses de grávida até ao próprio parto1

    Aconselha-te e ouve o teu médico! O povinho vai contar-te mil e uma história, que podes isto, que não podes aquilo e um sem fim de histórias algumas dignas de filmes de terror.

    Ouve o teu médico, trata de ti, do teu bébé, e goza essa gravidez o melhor que puderes! Olha que vais ter saudades. eu tenho saudades de estar grávida!

    Desejo que tudo te corra muito bem! E dias mais em baixo todos temos. Mas passam! Descontrai e usufrui cada minuto em que esse bebé está crescendo dentro de ti. É tão bom a Maternidade, menina!

    Um grande beijinho
    Ana Pereira
    http://mariasemfrionemcasa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Anaaaaaaaaaaaa parabéns que felicidade em saber que você sera mamãe tudo de muito bom pra você querida que Deus abençoe você e sua familia e vai nós contando tudoooo

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Grande amiga e comadre
    Não se preocupe e nem se culpe por esses pensamentos, isso deveria fazer parte dos sintomas de gravidez alem de atraso menstrual , enjoos , azia , dor cabeça etc ,como sabe tb passei por todos eles e mais alguns (risos) não se assuste esta nova fase é natural o período de adaptação a esse novo papel (mamãe) e depois vera que sua vida será ainda mais alegre, mesmo com as mamadas da madrugada que vc vai tirar de letra e cuidara deste anjo como ninguem. Pq quem te conhece sabe que vc é inteira amor uma pessoa maravilhosaaaaa.

    Beijão
    Silvana

    ResponderExcluir
  5. Anaaaaaaaaaaaaa
    Q saudade menina!! Q bom que me encontrou... agora estarei sem aqui acompanhando essa criaturinha que logo logo estará em seus braços!!
    Ser mãe é a condição mais maravilhosa que uma mulher pode passar.. falo isso de carteirinha..rss
    Já linkei seu blog no meu.. assim fico mais de perto das suas atualizações!!!
    E fica tranquila sobre essa "depressão".. eu fiquei muito mal na gravidez do Lucas.. (terceiro).. precisei de medicação e tudo... mas passa... fica tranquila.. e não se culpe, pois infelizmente são coisas que não podemos controlar...

    bjs e fique com Deus!
    Vc já sabe o que é?

    ResponderExcluir
  6. Ana para minha surpresa também só fiquei sabendo de sua gravidez pq vc comentou no blog da Jacke, que legal menina, Parabéns, que Deus te abençoe e te ilumine e que esse bebe que virá nasça com muita saúde...Só espero que depois vc volte para o nosso mundo corrístico.

    Bom feriado,

    Jorge Cerqueira
    www.jmaratona.com

    ResponderExcluir
  7. Aninha.. tem um selinho para vc lá no meu blog...bjs

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir